terça-feira, 27 de agosto de 2013

Com votação nominal, homenagem à Rota na câmara paulistana vira fiasco

Por Clarissa Oliveira em iG Colunistas – Poder OnLine, Política | quarta-feira, 21 de agosto de 2013, às 20:24.

O vereador de São Paulo Toninho Vespoli (PSOL) pediu na noite desta quarta-feira (21) que o projeto do vereador Coronel Telhada (PSDB) que concede a Salva de Prata — homenagem da Câmara de São Paulo cedida em sessão solene pelos relevantes serviços prestados a sociedade – à Rota fosse apreciado por votação nominal.

O líder do PSDB na Câmara, Floriano Pesaro, tentou pedir adiamento, mas a proposta não foi aceita em plenário.

Em votação, 21 vereadores se posicionaram a favor, 11 contrários e três optaram pela abstenção -entre eles o presidente da Casa, José Américo (PT), que justificou dizendo que não votaria contra uma honraria. Para ser aprovada, a concessão da homenagem precisa de 37 votos favoráveis dos 55 vereadores.

Como esse tipo de projeto necessita de maioria, a proposta ficou pendente e será apresentada novamente em plenário na próxima terça-feira (27).

Após o adiamento, o PSDB passou a obstruir a votação dos outros projetos da pauta, que eram de autoria do Executivo. O líder do PT na Câmara, Alfredinho, registrou voto contrário e pediu que a bancada do partido fizesse o mesmo. Antes do projeto ser levado ao plenário, sete dos 11 vereadores petistas tinham assinado favoravelmente.
Share/Bookmark

Nenhum comentário:

Postar um comentário